''Bênçãos para Neverland''


''Amável amiga,
De terra âmbar e céu azul,
Nobre carvalho e grama do prado,
Pássaros felizes e folhas farfalhantes,
Brisa de outono torrada e vento quente de verão,
Que sua beleza seja preservada para sempre
E nenhum perigo atinja sua preciosa natureza.

Além desta cerca rústica
Que me acolheu através das estações do ano,
Uma memória mágica está no sono,
Onde graciosos jardins e piscinas verdes
Recordam o reino feliz de um príncipe.
Seu vale dourado,
Escondido dos curiosos,
Convocou minha alma
E me convidou a louvar e admirar:
Eu vim aqui para lhe abençoar,
Ou para receber a sua bênção?



Seu filho preferido
Que tocava, dançava e cantava,
Que trouxe o riso das crianças
E esperança de cura, 
Há muito tempo, em tristeza, 
Desapareceu deste reino, 
Seu santuário sagrado, 
A morada de sua imaginação. 
Mas a santidade ecoa e brilha 
Em cada clareira ensolarada, 
Em jogos de esquilos lúdicos 
E melodias de pássaros tremulando 
Nas cores do céu pintado 
E danças de vento risonho. 

Que sempre seja assim 
No seu país das maravilhas 
Abaixo das encostas acidentadas 
Da Montanha de Figueroa.



E quando eu também me for
Deste amado refúgio
Ao lado de sua fronteira,
Você pode me lembrar com carinho 
E saiba que você está sempre 
Em minha alma. 

Que o espírito da floresta 
E suas criaturas que brincavam, 
Cantavam e dançavam para mim 
Nunca se esqueçam de como eu as amava, 
O quanto agradecida eu compartilhava sua casa.



Possam aqueles que guardam as suas terras
E trabalham atrás de suas portas
Ser guiados pela bondade 
E que tenham um cuidado pela minha devoção. 
Que eles cuidem de sua beleza 
E guardem a sua tranquilidade 
Com uma confiança sagrada, 
Como eu tenho tido nestes muitos meses 
Em solidão e paciência 
Ao lado de sua cerca.



Que aqueles que visitam o seu portão
Em homenagem e saudade
Mantenham-se fiéis à memória
Do Adorável que lhe deu o nome.
E deixem o seu A.M.O.R. impresso na brisa
Como beijos e sussurros
Para juntar os ecos
Dele mesmo.



Que a sagrada bondade de seu vale
Dure para sempre
E nenhuma dureza ou ganância
Destrua seu caráter macio.
Que você sempre inspire
Maravilha,
Contemplação,
E cura do coração.
Que você possa chamar as crianças para Casa novamente.
Que Happy Piper os conduza.



Cara, amada Neverland,
Minha irmã, minha amiga,
Possa você estar segura
E abraçada pela graça
E o poder do Amor Eterno.
Onde minha promessa repousa
Ao lado de uma árvore na sua fronteira,
Pode você prestar atenção para que eu volte,
Um dia
Andar, rir e cantar
Com os pequeninos
Dentro do seu vale suave
Finalmente,
Lembrando
Onde amor e serenidade
Abençoaram meu coração,
Fora do seu portão.''

Poema de Lisa Blanton [2010]
Tradução: Blog 'Cartas para Michael'
Imagens: Lisa Blanton [Natal 2016]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...