Marlene Lang Clayman

Marlene é a dançarina vestindo amarelo
''Depois de Thriller, cada dançarino queria estar envolvido em alguma coisa com Michael. A audição... lá estavam milhares de pessoas. Eu era uma jovem dançarina, e muitos daqueles bailarinos tinham participado de Thriller com ele, então para eles, era a ''velha escola''.

Eu estava tão paranoica que o diretor e coreógrafo [Jeffrey Hornaday] iria me odiar. Ele gostaria de ver Michael e a nós, fazendo seus passos de dança. Assim é como nós ouvimos falar.

Havia aquele grande movimento no início, onde estenderíamos os nossos braços. Parecia um golpe de karatê. Eu literalmente acertei Michael na cabeça, e ele caiu no chão. Eu era como "Oh Deus, estou despedida." Ele disse "Você é forte" e riu.

A energia que senti dele era eletrizante. Ele se dava 100% todas as vezes. Não havia nada sobre "Estou cansado, vamos apenas fazer a marcação.''

E o dia em que filmamos... as pessoas que vieram para o set! Gene Kelly, Sophia Loren... todos eles amavam Michael.

Não sabia o que ia acontecer posteriormente ao filme. Eu estava feliz por estar lá. Eu estava dançando na frente de Gene Kelly, ao lado de Michael Jackson! Eu teria pago para fazer isso. 

Isso ainda me segue, honestamente. Quando vou coreografar e fazer shows e alguém descobre que eu fiz Captain Eo há 20 anos, eu ganho aquele momento de respeito. 

Cada dançarino fala atualmente sobre como, sem Michael, eles não teria sido dançarinos. É incrível como a morte dele está afetando a comunidade da dança. Todos o respeitavam tanto."

by Marlene Lang Clayman (dançarina)

Fonte: http://michaeljacksongold.forumfree.it

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...