Diana Dawn

Michael Jackson e George Lucas no piquenique
'O dia que eu conheci o Michael Jackson foi uma grande emoção para mim. Foi um dos piqueniques anuais da Lucasfilms (produtora de filmes) no final dos anos 80, que acontecia a cada ano em torno de 04 de julho, no rancho Skywalker em Marin County.

Foi durante a época em que Michael Jackson estava trabalhando com George Lucas em seu filme Captain EO. Minha irmã estava trabalhando para a Lucasfilm na época e me convidou para a festa. Foi também na mesma época que eu tinha sido contratada pela Lucasfilm para trabalhar no filme Willow.

Logo depois de chegar ao piquenique no rancho Skywalker vi Michael Jackson e disse-lhe 'Olá!' Ele estava conversando com George Lucas e um grupo de crianças estava ao seu redor, então eu não tive a chance de chegar de forma mais próxima e pessoal até mais tarde naquele dia. No entanto, eu fui capaz de tirar algumas fotos de Michael nestes primeiros momentos.


Michael estava usando seus óculos escuros de marca, calças pretas, camisa preta e chapéu preto, junto com uma máscara cirúrgica azul sobre sua boca. E quando eu tirei a minha câmera e a levantei para tirar algumas fotos, ele gentilmente tirou o chapéu e a máscara e sorriu para a câmera.

Seu sorriso era mais brilhante do que o Sol e poderia ter iluminado toda a galáxia aquele dia. Ele tinha uma presença que era realmente mágica.

Mais tarde naquele dia eu corri em direção a ele em uma área coberta de sombras - Michael estava sentado sozinho em uma mesa de piquenique, havia o seu guarda-costas e um grande cão pastor alemão por perto, então eu me aproximei devagar e pedi a seu guarda-costas se eu poderia lhe 'Olá' a Michael e pegar um autógrafo, seu guarda-costas disse: 'pergunte você mesma a Michael...'

Assim eu fiz e me sentei ao lado dele e disse 'Oi!' muito timidamente, e ele disse 'Oi!' de volta, tão tímido e sua voz era tão suave e doce! Eu disse a Michael que eu amava a sua música e que suas letras realmente me tocavam. Michael respondeu dizendo: "Obrigado... Isso realmente significa muito para mim... Obrigado!'



Eu me senti como se estivesse flutuando no ar naquele momento. Eu sabia que suas palavras eram verdadeiras e que ele realmente apreciava seus fãs e eu poderia dizer que ele realmente gostava de ser um artista e fazer a diferença na vida das pessoas.

Eu também perguntei se ele poderia autografar o anuário da Lucasfilm que eu tinha comigo e ele gentilmente concordou em fazê-lo, como fez George Lucas mais cedo, naquele dia.

Diana na entrada do rancho Skywalker
Mais tarde, eu estava andando pela estrada de terra no meu carro, quando um caminhão de bombeiros que estava na propriedade passou pela estrada, dirigindo na mesma direção. Ele estava tocando a sirene, então eu pensei que eles queriam mais espaço e me pediam para me afastar.

Quando eu já estava no acostamento, eu olhei para trás novamente e para minha surpresa, vi Michael Jackson a sair na janela do lado do passageiro do caminhão de bombeiros! Ele estava acenando e tocando a sirene como um garoto de cinco anos faria!

Eu olhei por cima do ombro para ver para quem ele estava acenando e ninguém estava lá, havia apenas o estacionamento cheio de carros atrás de mim, então quando eu olhei para ele, Michael ainda estava acenando e, de repente, ocorreu-me que ele estava tentando chamar minha atenção o tempo todo, acenando para mim.

Nesse exato momento eu vi a sua verdadeira alma de criança brilhando através dele, e eu me senti tão pura e inocente. Foi um momento muito especial para mim e eu sempre vou valorizar esses momentos com Michael. Eu me sinto com muita sorte por ter conhecido ele naquele dia.

Ele tinha um belo espírito, uma alma preciosa e um sorriso angelical, e eu sou tão grata por ter testemunhado seu lado brincalhão. Michael Jackson era mágico dentro e fora do palco e partiu cedo demais.'

by Diana Dawn (atriz)

Fonte: http://www.sftalent.com

4 comentários:

  1. Que relato maravilhoso. Retrata o Michael Jackson que os fãs conseguem enxergar de forma mais profunda: humano, humanitário, brincalhão, radiante!!!! Parabéns à autora, mulher de sorte mesmo e a vcs que postaram e compartilharam conosco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Irleide.. deve ter sido uma cena única ver Michael passando pela estrada, tocando a sirene de um carro de bombeiros..

      Excluir
  2. ESSE RELATO ME FEZ VIBRAR E SENTIR MAIS SAUDADE... AMEI!

    ResponderExcluir
  3. ESSE RELATO PEGOU MESMO NO CORAÇÃO...ME FEZ VIBRAR E SENTIR MAIS SAUDADE.. MUITO BELO, AMEI.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...