Michael Jackson usava Playback?


''Muitos xingam, gritam, esbravejam. Os incautos juram que ele não existe. Esse artifício moderno chamado playback é um dos maiores amigos e ao mesmo tempo inimigo dos artistas da atualidade. Vamos analisar o caso de Michael Jackson, onde ele usa e onde não usa, e os porquês de cada situação.

Antes de mais nada, é necessário que o leitor saiba que, além do playback, existem outras saídas técnicas para um cantor. Há, por exemplo, um programa de computador que coloca automaticamente os sons que passam por ele, dentro de parâmetros de notas musicais pré-estabelecidos.

Como funciona? Assim: Um cantor canta em seu microfone, não importa o quão desafinado ele esteja, antes de passar pelas mesas de mixagem de palco e de P.A. (P.A. são os grupos de caixas de som que compõem o aparato que faz o público ouvir o que se toca no palco - aquelas duas torres que geralmente ficam uma em cada lado do palco...), antes dessas coisas, o som passa pelo computador.

O computador sintoniza cada "desafinada" do cantor, trazendo eletronicamente a voz para o tom correto, fazendo com que pareça que a pessoa canta sempre certo, mesmo quando está de cabeça para baixo ou correndo, enfim...

Michael Jackson, ao que se percebe, não utiliza a auto-afinação, ao invés disso, nas músicas que exigem mais da voz (essencialmente aquelas que foram gravadas há muitos anos e exigem mais da voz do cantor, que as gravou com voz de garotinho de 20 anos e tem de cantar com voz de homem de 43) ele faz, sim, uso de playbacks.

Além disso, há a necessidade de playback pela intensa atividade física do cantor, enquanto dança. Seus movimentos conhecidos como "parecendo um robô", necessitam de grande rigidez abdominal, o que dificulta, quando não impede, o canto perfeito e a sustentação correta das notas cantadas.

Para um artista como Michael Jackson, o playback se torna indispensável, já que seria humanamente impossível dançar, cantando, determinados movimentos de sua tão característica dança.

Quem tem o arquivo do Madison Square Garden pode observar que Michael desafina lá no final de You Rock My World, o que prova que autoafinação, ele não usa mesmo.

Ainda há outro recurso. Uma espécie de playback variável, onde só entra a voz gravada quando o cantor já deixa previamente acionado ou uma pessoa pode colocar e retirar o playback de voz com um sinal do intérprete.

Mais uma vez, no show do Madison Sq. Garden, deu para notar muito esse tipo de recurso. Observem Michael olhando para o seu lado direito de quem está de frente para o palco, fazendo sinais de "positivo" e "negativo", "mais" e "menos" para um dos tecladistas que estão acima dele, que deve estar controlando um equipamento ADAT (espécie de video-cassete gigante com gravação digital em várias faixas).

Nesse equipamento, cada faixa, bateria, guitarra, baixo, teclado e também voz, podem ser modificados, ter seus volumes alterados individualmente sem prejudicar os outros componentes da canção).

Em The Way You Make Me Feel ele intercala partes cantadas e playbackadas em toda a música, assim como em Beat It. Em ambas as músicas, no final ele canta mesmo, para poder finalizar a música com mais naturalidade.

Pessoas próximas já chegaram a dizer que Michael é tão tímido e perfeccionista que faz playbacks eventualmente só para evitar o "pânico" de cometer algum pequeno erro.

Quem duvida? Ele vive para sua música, sua dança e seus fãs, sabe que o mundo lhe observa somente esperando um deslize para criticar. Alguém arriscaria?''

PLAYBACK - EM QUAIS TURNÊS?

Michael Jackson começou a usar playbacks em 1988 durante a 2º fase da Bad World Tour, a partir da fase europeia que começou em 23 de Maio de 1988, na cidade de Roma.

Os playbacks eram pequenas exceções nessa época. Michael utilizava em determinadas músicas e momentos, pois muitas músicas já exigiam muita dança para que ele sincronizasse com fôlego, tom e afinação (como foi explicado no outro post sobre playbacks).

Antes disso durante a fase americana de 1988, a Bad Tour foi apresentada inteiramente ao vivo, assim como a primeira parte da turnê em 1987, durante os shows do Japão e Oceania.

Segue a ordem cronológica dos playbacks:

* BAD TOUR 1988 (EUROPA ) e 1989 (USA)
- Smooth Criminal (até a segunda parte da música, após o ultimo refrão é ao vivo).
- Bad (até a terceira parte da música, a partir da frase "you know I'm smooth..." é ao vivo).
- The Way You Make Me Feel (a partir de "give it to me, give me some time..." é ao vivo).
- Man In The Mirror (apenas o final é ao vivo).

* DANGEROUS TOUR 1992/1993
- Jam (inteira).
- Smooth Criminal (inteira).
- Thriller (inteira).
- Will You Be There (inteira com excessão da "oração" no final).
- Bad (inteira).
- The Way You Make Me Feel (inteira).
- Dangerous (inteira).
- Black Or White (inteira).
- Heal The World (inteira).
- Man In The Mirror (com exceção do final).

* HISTORY TOUR 1996/1997
- Com exceção de Wanna Be Startin' Somethin e Jackson 5 Medley, todas as outras músicas foram playback.

PS: No documentário Bad Tour Around The World, Michael revela que Thriller era uma de suas canções mais difíceis para ser cantada, interpretada e dançada ao vivo, tanto que só foi apresentada ao vivo na Bad Tour.

Fonte: MJBeats

27 comentários:

  1. Ha concerteza o Michael usava o playback até pq naum tinha como ele cantar afinado e dançar fazendo tdos aqueles movimentos( q alías g-zuisssss são super sexys e sensuais auuuuuu!!!!)

    ResponderExcluir
  2. Excelente, honesto e bem informativo esse testo. Gostaria de saber se posso fazer referência a ele e ao outro texto desse blog "E a voz do Michael"?, pois estou escrevendo um texto sobre o tema - a voz de MJ. Não se trata de texto com fins comerciais. Apenas escrevo na qualidade de fã. Bjos. God bless you!

    ResponderExcluir
  3. sim irleide...não tem problema.vc por acaso é a mesma irleide do blog 'falando de michael jackson?'.. se for..por coincidencia tambem quero falar com vc ..
    abs rosane

    ResponderExcluir
  4. gente eu sempre tive dúvida e ficava me perguntando como ele dançava energicamente e não desafinava ou perdia a voz ...na turnê DANGEROUS, em human nature, ele dança e canta ,e em certas partes ele só dança sem cantar e não usa dessas tecnicas de shows ,ele é natural...mas como o texto mesmo afirma seria humanamente impossível dançar daquele jeito e cantar ao mesmo tempo.
    parabéns ! seu blog é muito interessante ... eu estou descobrindo coisas aqui que não sonhava existir ! CONTINUO ADORANDO !!!!

    ResponderExcluir
  5. eu adorei mais continuo achando que el canta mesmo so em pates que ele precisava em partes tipo gritinhos inesperados tipo o auuu

    ResponderExcluir
  6. MINHA OPNIÃO AQUI RS...
    Bad Tour
    Wanna Be Starting Somenting - Live
    Things I do For You - Live
    Off The Wall - Live
    Human Nature - Live
    Heartbreak Hotel - Live
    She's Out Of My Life - Live
    Jackson's Medley - Live
    Rock With You - Live
    Lovely One - Live
    Working Day And Night - Live
    Beat - Live
    Billie Jean - Live
    Shake Your Boby - Live
    Thriller - Live
    I Just Can't Stop Loving You - Live
    Bad - Live

    Dangerous Tour

    Jam - Playback
    Wanna Be starthig Somenthing - Live
    Human Nature - Live
    Smooth Criminal - Playback
    I Just Can't Stop Loving You - Live
    She's out of my Life - Live
    Jackson's Medley - Live
    Thriller - Playback
    Billie Jean - Live
    Working day and night - Live
    Beat It - Live
    Will you be There - Playback
    Black Or White - Playback
    Heal The World - Live
    Man in The Mirror - Live

    HIStory Tour

    Scream - Playback
    They Don't Care About Us - Playback
    In The Closet - Playback
    Wanna Be Starting Somenting - Live
    Stanger in Moscow - Playback
    Smooth Criminal - Playback (no final da musica sai o recurso de play back)
    You Are Not Alone - Playback(sem play back no final)
    Jackson's Medley - Live
    Billie Jean - Playback(sem play back no final)
    Thriller - Playback
    Beat It - Playback(sem play back no final)
    Blood on The Dancefloor -Playback
    Dangerous - Playback
    Black Or White - Playback
    Earth Song - Playback
    Heal The World - Playback(sem playback no final)
    History - Playback

    nao vamos esqueçer que michael tbm fez destiny tour,victory tour totalmente sem playback!!!!hoje a maioria ja começam a carreira usando playback:((,e na history tour mj usou mt o recurso pois ele teve laringite logo que anunciou a turne!!!!reparem que na primeira parte da tour em 1996 ele estava com a voz super rouca,ja em 1997 ja estava melhor!!!espero ter contribuido.MICHAEL JACKSON WE LOVE YOU.

    ResponderExcluir
  7. Perfeito o texto,bem analisado em todas as partes.Amo o blog é maravilhoso,parabens!
    Adoro saber o maximo possivel de Michael
    TE AMO MJ

    ResponderExcluir
  8. Sinceramente eu nunca notei nada,ficava tão fascinada, com
    ele com a canção, que nunca percebi nada. Ele era bom de
    qualquer forma,mas é compreensível,pelo tanto de show
    que ele fazia.mas uma que eu não sabia !!!!

    ResponderExcluir
  9. No começo que descobri esse blog, essa foi uma das primeiras postagens que li, gostei muitíssimo! Achei esclarecedor saber os tipos de técnicas musicais existentes, e as que Michael utilizava quando necessário. Mas para mim, o fato é que ele dava o seu melhor para o público em suas nas apresentações; sem deixar de falar que Ele sempre foi um grande inovador no contexto musical. Então para mim não há só um ser humano na face da terra que prestigie um dos trabalhos de Michael e, não desperte nele algum sentimento prazeroso. Então para turminha do "contra" queira ou não , Michael é sempre será "O CARA " e quem não gosta , vai morrer sem um pouco de pura essência cultural pop, e aí meus amigos fico aqui só com "peninha" deste pobre ser humano! ♥♥Michael love eternal♥♥♥

    ResponderExcluir
  10. Prá mim, normalíssimo, nada que fuja a regra de um show, nada que signifique enganar o público.

    Usar tecnologias disponíveis não significa enganar o público.

    Fiquei SATISFEITÍSSIMA com essa explicação desse texto.

    É fato que Michael era perfeccionista ao extremo, um profissional como pouquíssimos.

    Um artista completo, com shows que levava multidões.

    Se fosse um enganador, não teria multidões assistindo seus lindos shows, pois ninguém consegue enganar multidões durante décadas.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei esse texto perfeito, porque explica com clareza todos os aspectos que envolvem a necessidade de seu uso, por exemplo, nos momentos de dança intensa. Na verdade, esse texto é um tapa na cara de muita gente. Pra criticar sempre tem muitos, não é?

      Excluir
    2. Com certeza amiga. Aparece sempre aqueles que só sabem criticar e, o que é pior, falam sem nenhum conhecimento sobre a obra e principalmente a vida de Michael.

      E Michael nunca veio a público criticar e/ou condenar a vida de quem quer que seja, fazer julgamentos, determinar o que alguém deve fazer e como deve viver.

      A vida dele foi limpa, do começo ao fim.

      Vale lembrar que muitos atletas, inclusive olímpicos e também jogadores de futebol que disputam copas do mundo precisam recorrer a analgésicos porque vivem do esporte. Essa é uma realidade no mundo do esporte. E nem por isso são tratados da forma que Michel foi e ainda é.

      Na NFL isso é mais do que rotina, só para citar um exemplo.

      Aqui no Brasil, atletas da seleção de vôlei usam analgésicos para conseguirem suportar a dor.

      Na Copa de 2010 na África, cerca de 40% dos futebolistas jogaram sob efeitos de analgésicos.

      Portanto, analgésicos nunca foi uma particularidade de Michael.

      Excluir
    3. Nem os analgésicos, nem as cirurgias plásticas, e nem a mudança de cor - vide as pessoas se deitando na praia, para escurecer a sua pele. Enfim, vc é uma pessoa esclarecida Wendy, e falou a maior das verdades; ''A vida de Michael Jackson foi limpa, do começo ao fim.'' É por isso que nós o amamos, pelo seu exemplo de vida.

      Excluir
  11. Michael sempre foi maravilhoso em seus shows. Sabemos todos que, após a bad tour, ele utilizou o recurso de playback sim, até por que em sua próxima turnê( history) Michael já tinha os seus quarenta anos. Apesar disso, Michael nunca deixou a desejar em sua dança, nas performaces e nas inovações espetaculares, que transformavma o seu show em um clipe musical ao vivo e a cores. A partir de Dangerous, michael introduziu novas coreografias, aplicou a técnica do glide ( Moonwalk giratório) de muitissimas formas e de diferentes métodos, sem contar o passo para o lado, que foi bastante aprimorado. Onde eu quero chegar ? Que Michael nunca deixou que a sua idade interferisse de alguma forma na Beleza inexplicável que seus shows continham, como um artista esplêndido - na minha concepção- teve o seu talento ampliado fatorialmente, sem sombra de dúvidas. Se a mídia tivesse puxado menos o seu pé, em todos os holofotes constariam que michael foi a única celebridade que se manteve no topo durante toda a sua carreira artistica.

    ResponderExcluir
  12. Não gosto de playback, acho aceitável em músicas que exige mais performance de dança; mas em baladas soa sem emoção sempre quis ouvir uma performance de You Are Not Alone, Will you be There, etc, cantada de verdade se alguém no blog souber de alguma avisa nos comentários, por favor.

    ResponderExcluir
  13. Por isso que pra mim a Bad tuor foi a melhor de todas (quem dera eu pudesse ter ido em um dos shows), totalmente "live" super emocionante com uma set list perfeita e Michael no auge da carreira.

    ResponderExcluir
  14. Tô amando esse Blog , amei o texto . Super normal esse tipo de auto - ajuda principalmente pra um cantor que canta e dança , Michael desde os 9 anos sempre cantou tudo no gogo . Ele era um gênio em tudo sempre impecável nas suas danças por isso super normal usar esse tipo de auto - ajuda , acho que ele usava mais quando exigisse mais esforço físico .

    ResponderExcluir
  15. Isso, eu sabia mesmo que o show no MSG (alguma parte) era playback. Eu conheço os soluços, respiração e etc de quando ele canta ao vivo. Inclusive, Super Bown 93 playback. You Are Not Alone (no final da apresentação na MTV 95) também. HIStory World Tour praticamente inteira é playback. Não ouço uma música sequer da turnê sem vir aquela dúvida se é ou não dublagem (exceto o medley J5). Lindo texto Rô! Ti love *------*

    ResponderExcluir
  16. Aprecio demais o trabalho MJ e me considero fã mas "seria humanamente impossível dançar, cantando, determinados movimentos de sua tão característica dança" é puro extremismo cego. O mundo tá CHEIO de exemplos contrários. O próprio James Brown dançava até se esgotar, e continuava cantando. Pink faz acrobacias aéreas há décadas, e nunca faz lip-synching (inclusive é fácil notar porque ela costuma não segurar tão bem as notas e soprar propositalmente no microfone). Bruno Mars canta e dança. Janelle Monae canta e dança. Beyoncé canta e dança (apesar que é comum ela deixar pras backing vocals muitas vezes). E quanto aos musicais? Playback é sinônimo de ruína em uma peça. É difícil? Sim, claro. Mas plenamente possível, com treino e dedicação.

    O argumento de "é muito comum na indústria" também é fraquíssimo, afinal, como anda a produção hoje em dia? Quais as letras das músicas nos charts? Pois é, não é sinônimo de qualidade ser feito pela maioria dos artistas.

    Enfim, os shows de Michael não eram só música, havia muito espetáculo e parte dos fãs sequer ouviam alguma coisa de tanto que gritavam. Mas a gente tem que parar com isso de defender cegamente algo que não é tão legal só porque nosso ídolo fazia. Eu respeito que ele preferia a perfeição do playback do que desafinar ou parar preservar a voz pra outras músicas, é decisão dele como artista. Eu como fã não gosto. Prefiro erros humanos e uma música mais crua e humana, do que notar claramente que tá sendo dublado.

    Mas dizer que não é possível cantar e dançar? Não, isso não é verdade.

    ResponderExcluir
  17. Moonwalkers, Vale lembrar que Michael Jackson recebeu diagnóstico de laringite aguda pouco antes de iniciar a ''HIStory World Tour'' que afetou diretamente suas cordas vocais desenvolvendo uma rouquidão incomum no seu timbre de voz. Em tal condição, Michael teve que performar a maioria dos shows da HIStory Tour com o auxílio do Playback.

    No player do link abaixo, ouçam o áudio extraído da performance ao vivo de Wanna Be Startin' Somethin'. Percebe-se a dificuldade que Michael teve em interpretar a música:

    https://soundcloud.com/zim-e11even/michael-jackson-wanna-be

    créditos. mjbeats

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora ESSE é um excelente motivo para playback. Na verdade algo como laringite deveria até provocar o cancelamento do show, já que uma inflamação na laringe acaba deixando o corpo todo fraco.

      Excluir
    2. Pois é, o homem não se entregava. Lembra quando ele caiu da ponte durante o show beneficente e continuou a cantar? Depois que saiu do palco, foi para os bastidores, desmaiou e foi levado para o hospital.

      Excluir
    3. http://cartasparamichael.blogspot.com.br/2011/04/o-acidente-03-por-karen-faye.html

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :)
Os comentários são moderados [a fim de evitar spams]
e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
Esta página é feita com amor e eu agradeço a sua presença.
*Rosane [admin. do blog]

Obs.: Para assuntos não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...